Recepção dos calouros da FACIT teve palestra sobre sustentabilidade e plantio de árvores

Os novos alunos dos cursos de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Odontologia e Administração que ingressaram na Faculdade de Ciências do Tocantins – FACIT neste segundo semestre tiveram uma tarde de sábado (5) diferente e sustentável. Foi mais uma edição do projeto Plantar e Cuidar, que substitui o trote violento e constrangedor por ações ambientais.

Após uma breve apresentação da direção, coordenadores e professores da FACIT, os calouros assistiram a palestra “Sustentabilidade no mundo dos pequenos negócios”, ministrada pelo engenheiro agrônomo Marcio Zerbini.

Ainda dentro da programação, os estudantes conheceram um pouco mais sobre a FACIT e seus vários projetos sociais como o “Papa Pilhas”, o “Sorrir e Cantar” e várias das ações desempenhadas pela instituição dentro da comunidade do Costa Esmeralda.

A palestra

A sustentabilidade dos pequenos negócios é uma nova área visualizada por Márcio que tem por objetivo a inserção de profissionais contemplando as empresas de pequeno porte, responsáveis por quase 90% do volume de negócios de cidades como Araguaína. Uma empresa, para se manter viva, precisar ter como base o tripé econômico, social e ambiental.

Segundo Márcio, o objetivo da palestra foi trazer para o acadêmico a visão micro dos negócios. “O estudante entra na faculdade tendo a visão macro das empresas, de que, assim que acabar a faculdade, ele vai entrar em uma grande corporação e não é assim que funciona. A partir do momento que ele volta os olhos para o pequeno empresário, ele começa a gerar desenvolvimento para a cidade”, destacou.

Recepção mais extensa

A consciência ecológica dos acadêmicos foi estimulada e incentivada com a parte prática do projeto, o plantio de mudas de árvores típicas do Cerrado na área externa no campus II da faculdade.

Além de plantar, os alunos também se responsabilizam por acompanhar o crescimento das plantas e “cuidar” para que seu desenvolvimento seja pleno e saudável.

Segundo a diretora geral da FACIT, Dra. Ângela Maria Silva, o trote não acaba no plantio de árvores. “O trote social esse semestre será a arrecadação de três mil brinquedos que serão doados às crianças do Costa Esmeralda, onde a Facit tem uma base de apoio a comunidade”, disse.

Consciência ambiental dando certo

Rainan de Sousa é calouro de Odontologia e entendeu que, se cada um fizer a sua parte, é possível ajudar o meio ambiente. “A partir do momento que uma pessoa toma consciência ambiental e realiza ações como essa do plantio de mudas, todo mundo é impactado de forma positiva. É uma maneira de a gente fazer na cidade um reflorestamento e tentar amenizar um pouco o clima quente”, enfatizou.

Compartilhe esta postagem »»

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
WhatsApp
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support

Eu concordo em receber outras comunicações da FACIT. Para fornecer o conteúdo solicitado, precisamos armazenar e processar seus dados pessoais. Se você consentir com o armazenamento dos seus dados pessoais para essa finalidade. Eu concordo em permitir que a FACIT armazene e processe meus dados pessoais. Nossas práticas de privacidade e nosso compromisso em proteger e respeitar suas informações, estão em consonância com a LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados. Política de Privacidade.