Outubro Rosa Pet da FACIT-TO alertou sobre os riscos de câncer de mama em cães e gatos

Alunos do curso de Medicina Veterinária levaram atendimento gratuito para a comunidade de Santa Fé do Araguaia

Grande parte da população conhece a campanha do Outubro Rosa que alerta as mulheres sobre os riscos do câncer de mama, mas você sabia que os animais de estimação também estão sujeitos ao desenvolvimento da doença?

Foi pensando nisso que o curso de Medicina Veterinária da Faculdade de Ciências do Tocantins – FACIT-TO realizou, no último dia 15 de outubro, e terceira edição Outubro Rosa Pet, uma ação de conscientização sobre a doença, orientações e exames gratuitos em cadelas e gatas no município de Santa Fé.

A campanha é fruto de parceria entre FACIT-TO e o município de Santa Fé. A primeira edição foi realizada em 2019, no ano seguinte ela aconteceu de forma remota devido à pandemia de Covid-19, mas neste ano voltou à forma presencial. 

Dia de orientações e exames

Cerca de 20 alunos da primeira turma de Medicina Veterinária da faculdade orientaram os pais e mães de pets sobre o câncer de mama animal, formas de prevenção, fatores de risco e a importância da castração.

A turma de futuros veterinários também realizou exames físicos gratuitos em cadelas e gatas.

“Fizemos uma ficha clínica dos animais e orientamos a população a realizar o exame das mamas nos bichinhos. Também realizamos o exame físico nos machos. É importante salientar que, apesar da incidência do câncer de mama ser muito baixa neles (1%), ainda assim é necessário realizar os exames”, destaca a coordenadora do curso de Medicina Veterinária da FACIT-TO, Fernanda Luz.

Também participaram da orientação junto aos alunos as professoras Rafaela Kalil, Cristiane Mazzinghy e a representante dos projetos de extensão, Maria das Graças.

A acadêmica Geovanna Taisnara conta que foi uma experiência interessante, proveitosa e importante para a conscientização dos tutores.

“O projeto acrescentou algumas informações que eles não sabiam sobre o câncer de mama em pets. Agora eles estarão mais atentos e buscarão ajuda veterinária quando perceberem alguma anormalidade no animalzinho de estimação”, pontua Geovanna.

O aluno acadêmico Robson Bruno Sousa reforçou a necessidade de castrar o animal de estimação.

“Nós orientamos a população sobre a importância da castração, pois ela pode diminuir bastante a taxa de desenvolvimento de câncer, se realizada na idade adequada. Foi uma experiência muito boa e com certeza estarei presente no próximo ano”, finalizou Robson.

Compartilhe esta postagem »»

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
WhatsApp
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support

Eu concordo em receber outras comunicações da FACIT. Para fornecer o conteúdo solicitado, precisamos armazenar e processar seus dados pessoais. Se você consentir com o armazenamento dos seus dados pessoais para essa finalidade. Eu concordo em permitir que a FACIT armazene e processe meus dados pessoais. Nossas práticas de privacidade e nosso compromisso em proteger e respeitar suas informações, estão em consonância com a LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados. Política de Privacidade.