Mais de 60 mudas do Cerrado foram plantadas no campus da FACIT durante o projeto Plantar e Cuidar

A semana foi mais verde para os calouros dos três cursos da Faculdade de Ciências do Tocantins – FACIT. Como já é tradição da instituição, os acadêmicos de Administração, Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Odontologia participaram do projeto Plantar e Cuidar, uma modalidade de trote responsável com viés ambiental.

Mas o plantio das mais de 60 mudas de espécies nativas do cerrado foi apenas uma das atrações do evento. Primeiramente, os alunos assistiram à palestra “Proteção do Bioma do Cerrado”, com o professor Jairo Roberto Mendonça Lyra, coordenador acadêmico da FACIT.

“Falamos um pouco do clima da nossa região, vegetação e principalmente como têm se desenvolvido as ações governamentais e não governamentais de preservação do Cerrado. Este tipo de atividade é justamente o que preconiza o Ministério da Educação nas instituições de ensino superior”, disse o professor.

Na sequência, os alunos juntaram-se em grupos coordenados pelos professores da faculdade e desenvolveram produtos como poemas, músicas, teatro e cartazes para apresentar aos colegas e mostrar que eles captaram a ideia da preservação.

Segundo o coordenador dos cursos de ADM e ADS, professor Vagner Cavalcanti Ribeiro, a prática da transdisciplinaridade, integrando os alunos dos três cursos da FACIT, é um dos elementos principais da formação do aluno.

“A dinâmica é para estimular a consciência ambiental e incentivar a criatividade entre os acadêmicos. A partir destas atividades, eles aprendem a escutar mais, respeitar a opinião do outro. E eles têm algo comum: estão focados no mesmo objetivo, que é alcançar uma formação completa”, afirmou Vagner.

Já na área externa do campus, o momento foi de colocar a mão na terra e plantar as mudas de diversas espécies nativas da região. “Mas não é somente plantar. O aluno assume a responsabilidade de cuidar e acompanhar o crescimento da planta”, completa a diretora da FACIT, Angela Maria Silva.

Todas as atividades do dia agradaram a caloura de Odontologia, Maria Yasmin de Lima. “Aprendi que gente deve, sim, trabalhar em grupo e plantar para termos um ambiente bem melhor para vivermos”.

“A ideia do plantio é justamente perpetuar o DNA da instituição, que é despertar essa preocupação ambiental em todos que fazem parte da FACIT. E esperamos que eles repliquem esta experiência onde quer que eles estejam inseridos”, conclui o professor Jairo.

Compartilhe esta postagem »»

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
WhatsApp
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support

Eu concordo em receber outras comunicações da FACIT. Para fornecer o conteúdo solicitado, precisamos armazenar e processar seus dados pessoais. Se você consentir com o armazenamento dos seus dados pessoais para essa finalidade. Eu concordo em permitir que a FACIT armazene e processe meus dados pessoais. Nossas práticas de privacidade e nosso compromisso em proteger e respeitar suas informações, estão em consonância com a LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados. Política de Privacidade.