FACIT-TO apresenta planos de investimentos em estrutura e novo curso para 2022 e 2023

8 de novembro de 2021

Os projetos de investimentos da FACIT-TO foram apresentados durante fórum da Comissão Própria de Avaliação 

2022 e 2023 prometem ser anos de expansão e de mais estrutura à disposição da comunidade de Araguaína e região. Durante o II Fórum da Comissão Própria de Avaliação (CPA) (5 de novembro), a Faculdade de Ciências do Tocantins – FACIT-TO apresentou os planos de investimentos em um novo curso, Medicina, para 2023, e na entrega de um Hospital Veterinário, ainda em 2022, e que já está com as obras em andamento.

O evento reuniu alunos, professores, colaboradores, membros da sociedade civil e convidados do poder público municipal para falar dos desafios enfrentados no último ano, como a pandemia e o impacto no processo de ensino.

A diretora da FACIT-TO, Ângela Maria Silva, deu destaque para os próximos investimentos da instituição, que contempla também a construção de um laboratório realístico para atender os cursos de Enfermagem, já em atividade, e Medicina, em processo de implantação.

“Nossos planos são de que a FACIT-TO, em conformidade com a sua visão, seja referência na região norte para educação, agente de transformação e desenvolvimento socioeconômico”, destacou a diretora.

Fórum CPA 2021

Maria das Graças Rodrigues, coordenadora da CPA, lembra que o departamento é o termômetro da faculdade, “porque faz processos avaliativos de todos os departamentos e entrega à gestão para que possam ser tomadas as devidas providências com relação às potencialidades e pontos de melhorias”.

Os desafios gerados pela pandemia no ensino como um todo, em especial o acadêmico, foi um dos centros das discussões. Conforme apresentado no fórum, a FACIT-TO também precisou se reinventar e adotou o ensino remoto para manter o seguimento das grades. Isso fortaleceu a instituição.

“O maior desafio foi a adaptação, porque a aula tradicional no mundo digital é tranquila, mas dar uma aula em metodologias ativas e inovadoras com gamificação foi um desafio”, explica a diretora da FACIT.

Palestras

O II Fórum da CPA também contou palestras para os participantes. A coordenadora de inovação da FACIT, Rafaela Kalil, falou sobre “Inovação, tecnologia e empreendedorismo: Fábrica de negócios a partir da pandemia”. 

O professor Eugênio Piva abordou o tema “O valor gerado pela FACIT em Araguaína” e a professora Dra. Sissi de Almeida palestrou sobre “A Importância da Revista Científica da FACIT-TO”.

Contribuição de quem viveu a prática

Professora e membro do Núcleo de Apoio Psicopedagógico da FACIT-TO, Eliana dos Santos deu um depoimento sobre os desafios de uma docência tão tecnológica.

“Dar aulas remotas foi um grande aprendizado, porque me obrigou a buscar conhecimento para usar tecnologias da comunicação e informação para melhorar o meu empenho na sala de aula”, conta.

O acadêmico egresso de Odontologia, Felipe de Carvalho, agora cirurgião dentista, contou sua história de sucesso e falou da importância da FACIT-TO em sua vida.

“Quero deixar aqui o meu muito obrigado pela oportunidade de retornar. Eu amo estar aqui, encontrar com meus professores e antigos colegas e amei falar sobre a minha trajetória”, enfatiza Felipe.

O que diz o poder público

A enfermeira Renata Mendes Borges, representante da Secretaria Municipal de Saúde, destaca o impacto positivo que a FACIT-TO tem no município e como a instituição agregou para a melhoria da qualidade de vida da comunidade.

“Ficamos bem felizes com os avanços que a faculdade tem feito na área da saúde agregando aos alunos um conhecimento amplo, porque saúde é prevenção, é promoção da pesquisa científica e esse cuidado com os carentes na área social”, comentou a enfermeira.

Maria das Graças Aires, representante da Secretaria Municipal da Educação, ressaltou a geração de conhecimento ininterrupto na faculdade.

“Os resultados apresentados pela FACIT-TO são de extrema importância quando falamos em instituição de educação superior. Toda gestão quando foca em resultados, em metas, tem um passo garantido para o sucesso e é isso que acontece na instituição. É uma faculdade que cresce porque tem gestão, tem foco e sabe exatamente aonde quer chegar”, finalizou Maria das Graças.

Compartilhar