FACIT OBTÉM CREDENCIAMENTO NO CONCEA E CRIA COMITÊ DE ÉTICA NO USO DE ANIMAIS (CEUA)

Um olhar humanitário para cuidar e tratar dos animais. Esta é a premissa do curso de Medicina Veterinária da Faculdade de Ciências do Tocantins (Facit), em Araguaína. Respaldando este conceito, a instituição recebeu nesta sexta-feira, 10, o deferimento do Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (CONCEA) para o credenciamento do Comitê de Ética no Uso dos Animais (CEUA).

O Comitê é responsável pelas atividades de ensino e pesquisa dentro da faculdade, utilizando qualquer tipo de animal, tanto de pequeno como de grande porte, desde que se obedeça às orientações estabelecidas do Conselho Nacional.

De acordo com a coordenadora do curso de Medicina Veterinária da Facit, Fernanda Luz Alves, a autorização é imediata. “Já podemos fazer qualquer atividade com animais para ensino ou pesquisa a partir de agora. Antes não estávamos autorizados a usar animal vivo na faculdade, apenas cadáveres, cedidos pelo CCZ, que usávamos nas aulas práticas de Anatomia”, explicou.

“Se for uma prática simples, como tirar sangue, a gente precisa desse registro. É ele que nos autoriza a fazer uso desses animais para ensino e pesquisa. Além do ensino nas aulas práticas, também podemos fazer pesquisa. Tudo que a gente vai fazer é regulamentado, obedecendo as diretrizes do Concea”, destacou a coordenadora.

Ainda segundo Fernanda Luz, sempre que for ser usado um animal, no plano de aula do professor, ele tem que passar por esse Comitê, essa conduta é avaliada. “O professor é liberado ou não para fazer aquele procedimento. Porque esse procedimento tem que respeitar as diretrizes do Concea”, finalizou.

CONCEA

O Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (CONCEA) é órgão integrante do Ministério da Ciência e Tecnologia, constituindo-se em instância colegiada multidisciplinar de caráter normativo, consultivo, deliberativo e recursal.

Dentre as suas competências destacam-se a formulação de normas relativas à utilização humanitária de animais com finalidade de ensino e pesquisa científica, bem como estabelecer procedimentos para instalação e funcionamento de centros de criação, de biotérios e de laboratórios de experimentação animal.

O Conselho é responsável também pelo credenciamento das instituições que desenvolvam atividades nesta área, além de administrar o cadastro de protocolos experimentais ou pedagógicos aplicáveis aos procedimentos de ensino e projetos de pesquisa científica realizados ou em andamento no país das instituições que criam, mantêm ou utilizam animais para ensino ou pesquisa científica.

Credenciamento institucional

O credenciamento institucional é um ato comprovado pela obtenção de um número de CIAEP (Cadastro das Instituições de Uso Científico de Animais), após a análise da solicitação de credenciamento realizada pelo sistema Ciuca. Para produzir, manter ou utilizar animais em atividades de ensino e pesquisa científica, em todo o território nacional, a instituição deve se adequar a Lei 11.794/2008, ao Decreto 6.899/2009 e as demais Resoluções Normativas e Orientações Técnicas do Concea.

Compartilhe esta postagem »»

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
WhatsApp
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support

Eu concordo em receber outras comunicações da FACIT. Para fornecer o conteúdo solicitado, precisamos armazenar e processar seus dados pessoais. Se você consentir com o armazenamento dos seus dados pessoais para essa finalidade. Eu concordo em permitir que a FACIT armazene e processe meus dados pessoais. Nossas práticas de privacidade e nosso compromisso em proteger e respeitar suas informações, estão em consonância com a LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados. Política de Privacidade.