Delegado da Polícia Civil compartilha experiência profissional de combate ao crime com alunos da FACIT-TO

24 de setembro de 2021

O conhecimento das áreas de atuação no mercado é um dos grandes objetivos de todos os cursos de graduação da Faculdade de Ciências do Tocantins – FACIT-TO. A proposta é orientar e preparar os alunos para o momento de escolha dos rumos da carreira.

Por isso, mais uma vez a coordenação do curso de Direito convidou, na noite da quinta-feira, 23, o Delegado da Polícia Civil, Romeu Fernandes de Carvalho, para compartilhar suas experiências no combate ao crime.

O coordenador do curso, Maicon Rodrigo Tauchert, lembrou que essa já é a segunda visita do delegado à FACIT como palestrante.

“O Dr. Romeu é um amigo nosso e um delegado que eu admiro muito, um homem sério e muito ético. Desta vez ele veio para conversar com os alunos que têm o sonho de se tornarem delegados e falar de todas as atribuições dessa carreira. Esse compartilhamento de experiências com certeza contribui e encurta o caminho nessa jornada dos nossos acadêmicos”, destaca o coordenador.

A palestra

Romeu apresentou aos acadêmicos, dentro do ordenamento jurídico, quais são as finalidades, atribuições e a realidade prática das dificuldades encontradas na função de delegado, além de relatar a parte interessante e gratificante do trabalho.

Ele também falou sobre como funciona a carreira de delegado da Polícia Civil, os desafios do combate ao crime, como funcionam as investigações, além de agregar aos conhecimentos dos alunos os relatos da sua vida profissional.

“Espero que os alunos tenham entendido a realidade da função. Durante a minha fala não houve qualquer maquiagem sobre as dificuldades do cargo, eles precisam estar conscientes da função e que se sintam motivados a buscar esse trabalho e a transformação social que ele proporciona”, pontua o delegado.

“Eu sempre quis entrar para a carreira policial”

Estagiando desde fevereiro na delegacia, o acadêmico do 6° período, Jokyton da Silva Nascimento, tem o sonho de um dia se tornar delegado.

“Eu sempre quis entrar para a carreira policial e ser delegado. Esse estágio tem sido uma experiência incrível para mim e a palestra me deixou ainda mais empolgado, pois me mostrou que toda investigação concluída dá a sensação de dever cumprido”, finaliza o acadêmico.

Compartilhar