Advocacia Empreendedora: um amplo mercado que pede por iniciativas novas para novos desafios

20 de agosto de 2021

Quatro jovens advogados foram convidados para compartilhar histórias de sucesso com os alunos de Direito da FACIT-TO

Para celebrar o Dia do Advogado (11 de agosto), o curso de Direito da Faculdade de Ciências  do Tocantins – FACIT-TO proporcionou aos seus alunos um encontro com a realidade empreendedora da profissão.

No último dia 19, no auditório do campus II da faculdade, quatro jovens advogados compartilharam com o público suas experiências de mercado e os caminhos para conquistar uma posição de respeito e credibilidade.

“Esse é o perfil do curso de Direito da FACIT: nós entregamos aos nossos alunos essa formação empreendedora, tecnológica e disruptiva, por isso nós convidamos profissionais com esse perfil para falar um pouco sobre os desafios da área depois de formados”, pontuou o coordenador do curso, Maicon Rodrigo Tauchert.

Empresário ou Empreendedor?

As advogadas Ana Karolina Montes e Jaqueline Rosa Cruz, e os advogados Renato Ferraz e Túlio Marinho explicaram que, no mercado do Direito, há uma diferença entre ser empresário e empreendedor.

O empresário é aquela pessoa que está atrás do balcão há anos e que tem como rotina comprar mercadorias, vender o produto e aferir o lucro no final do mês, tendo nisso o único contentamento.

O empreendedor é diferente: além de vender um produto, ele oferece um serviço, vende uma sensação, ele quer provar para o público que o produto dele é o melhor, e além disso, o objetivo da sua vida é maximizar a experiência do cliente com seu produto.

“Assim somos nós, advogados. Há aqueles que se contentam em ganhar o suficiente para pagar as despesas. Mas do outro lado temos profissionais que se preocupam em dar o melhor de si, se qualificar e se destacar na área de atuação escolhida”, destacou Jaqueline.

Acadêmicos ativos

A participação dos alunos de Direito da FACIT-TO durante as palestras foi grande. E todas as dúvidas foram respondidas pelos advogados.

Bruna de Araújo Nogueira confessou que não conseguiu escolher qual assunto foi o mais interessante da palestra, já que tudo que escutou serviu como divisor de águas.

“Os convidados tiraram muitas dúvidas técnicas que eu tinha a respeito do empreendedorismo, a respeito do estágio, também me incentivaram a ter a vivência no curso de Direito. Me senti muito esperançosa de que estou no caminho certo e tenho pessoas que irão me acompanhar neste caminho, então toda a palestra foi muito proveitosa”, disse a aluna.

“Eu espero que eles embarquem de verdade nessa viagem que é o Direito. Aos que estão iniciando agora, não se limitem, porque o Direito é um universo de possibilidades, não tenham medo de explorar essas possibilidades”, finalizou a advogada Jaqueline.

Compartilhar